REALIDADE



Ouço a chuva com doçura.
Penso em minha vida que esta uma loucura.
Não sei por onde,
não sei porque,
não sei o que devo fazer.
Sonho acordada, logo vem a realidade me jogar na cara,
que a vida é cruel.
Não consigo caminhar,
não consigo solução achar.
Quero minha vida mudar,
mas sozinha continuo à ficar.
Não vejo saída,
não vejo uma luz no fim do túnel.
Não vejo absolutamente nada.
Apenas ouço a chuva passar,
agora com raios a me despertar.
Solução essa sem chegar,
solidão essa sem parar...

Tânia Faria