JEITINHO POÉTICO DE SER


Olho o mundo com esperança,
parecendo talvez uma criança.
O Canto dos Pássaros me faz dançar,
contemplar as flores me faz cantar.
Sonho, um sonho encantado,
talvez eu possa ser amada.
Tento encontrar a luz no fim do túnel.
Choro de alegria, mas quando é de tristeza,
choro com franqueza.
Meu sorriso tem sabor,
as vezes de dor, outras vezes de amor.
Tenho um jeitinho sonhador, muitos dizem.
mas está é minha essência,
um jeito simples, meigo, exalando carinho ao meu redor.
Um jeitinho poético de ser.
E quem poderá me conter ?...


Tânia Faria