JURAS EM VÃO


Jurei não mais,
perder-me
esquecer-me
a dor vencer
deixar de querer-me.

Jurei não mais,
deixar convencer-me
enlouquecer-me
prender- me a um querer.

Jurei não mais,
amar alguém
meu coração entregar
viver uma paixão.

Jurei não mais,
derrubar lágrimas,
chorar sem sessar,
voltar a amar.

Jurei,jurei,e jurei.
Juras perdidas,
mal resolvidas,
não traduzidas,
não compreendidas.
E então novas feridas vividas,
juras não correspondidas e meu 
juramento todo em vão...

Tânia Faria.