DIFERENTE


Nunca fui a garota fatal,
a garota ideal.
A rainha do baile,a menina que todos querem.
Nunca fui vista pela beleza,
nem mesmo viram minha tristeza.
Fiquei escondida,sempre perdida.
Procurando uma saída,despercebida,só sendo traída.
Nunca fui a Pop Star,nem a mais sexy da turma.
Mas nunca fui qualquer uma.
Prefiro a franqueza,
o interior da beleza.
Sei que sou diferente,gosto de história contente.
Prefiro a poesia,que me torna encantada,meio enamorada.
Prefiro assim,somente encontrada e partilhada,
em minhas escritas sendo narradas...

Tânia Faria