DESTINO DESCONHECIDO


Não quero te moldar,
muito menos lhe domar.
Quero assim,exatamente como és.
Um querer bem simples,
e não quero muito,
apenas teu sorriso,
um ombro amigo,
um olhar carinhoso.
Quero apenas ,
deitar ao seu lado,
sem ao menos te tocar,
sem ao menos lhe falar.
Só senti-lo comigo,sem obrigações ou frustrações.
Em um destino desconhecido,
Talvez mais florido,e Talvez com você incluído.


Tânia Faria