MEU MUNDO ESCONDIDO



É como escrever com tinta invisível,
uma existência sem ser possível existir.
Palavras ditas, sem ser ouvidas.
um livro aberto, sem ser lido.
Um amor revelado, sem ser notado.
Um dia de sol, sem ter o sol.
Um dia de chuva, sem sentir o pingo da chuva.
Um abraço, sem sentir o outro.
Um beijo sem gosto.
É assim que me sinto,
é assim que existo,
neste meu mundo sombrio e escondido dentro de mim.
Onde apenas persisto em existir no mundo de alguém.
Sem escolher a quem,
sem compreender ninguém,
apenas querendo o bem,
mesmo sentindo tão mal em minha solidão vazia.
Apensas espero o alguém que me prove um dia,
o gosto doce dessa tal alegria...


Tânia Faria